Rui Zink

ruy_zinkRui Zink (Lisboa, 1961) põe livros com a mesma oisivité com que uma galinha põe ovos. Em 1986, pôs o romance Hotel Lusitano, sazonalmente reimpresso, em 2008 O Destino Turístico, galadoardo com o mais prestitigiado prémio português, o Prémio Ciranda, e em 2010 a novela adulto-juvenil O Anibaleitor. A sua obra está traduzida num zilião de países.
 

 

 


 

Artigos:

 

  • O amor é uma luz escura Junho 21, 2012 - O amor é uma luz escura que se acende e apagaqual aracnídea  teiaQuanto menos brilha, mais duraquanto menos dura, mais encadeiaSim, o amor é uma luz escurae quem não o vê – […]
  • A terceira imagem Janeiro 24, 2011 - O cinema faz-se a partir de imagens fixas, passadas a uma velocidade tal que parecem ter sequência – ainda para mais uma sequência fluída. Sendo assim, o paradoxo inicial a […]

Partilhar: