Onésimo Teotónio Almeida

Onesimo_AlmeidaOnésimo Teotónio Almeida escreve crónicas há acrescentados anos e já reuniu as salváveis em seis volumes. Todavia enganou-se redondamente na escolha porque muitas das que figuram nessas colectâneas seria melhor terem ficado quietinhas sepultadas nos jornais e revistas em que surgiram, agora calma e serenamente cobertas de pó e algum bolor. Obviamente que ele não pensa assim das mais recentes, mas isso é questão de tempo porque lhes vai acontecer o mesmo que às outras. Nos depósitos da editora há ainda alguns exemplares de Viagens na Minha Era (Temas e Debates, 2001) e Livro-me do Desassossego (Temas e Debates, 2007). Nos alfarrabistas, com sorte se encontrará Rio Atlântico (1997) e Que Nome é Esse ó Nézimo (1994), ambos da extinta Salamandra. Também ainda disponíveis há exemplares da 2ª edição de Aventuras de um Nabogador – estórias-em-sanduíche (Bertrand, 2008). Onze Prosemas (e um final merencório), da Ausência, 2004, aparece misteriosamente aqui e ali sem o autor saber como.
Essa vida de cronista a cultivar o efémero é devida a uma antiga convicção de quem acha que hoje ninguém cultiva tempo nem paciência para ler ensaios e as estórias são mais facilmente digeríveis. Apesar de tudo, o autor teima em insistir na ensaística. Em 2009 publicou De Marx a Darwin – a desconfiança das ideologias (Gradiva), que lhe granjeou o prémio Seeds of Science para as Ciências Sociais e Humanidades; e em breve sairá O Peso do Hífen. Ensaios sobre a experiência luso-americana (Imprensa das Ciências Sociais), bem como Açores, Europa – uma antologia.
Nascido nos Açores em 1946, passou já muito mais de metade da sua vida nos EUA. Vive em Providence, Rhode Island. Para os curiosos de mais dados, aqui vão, que estes já bastam por ora: http://www.research.brown.edu/research/profile.php?id=1143144017&r=1
 

 

 


 

Artigos:

 

  • Crónicas de peso sobre anos de chumbo Setembro 9, 2013 - As Crónicas de Ano de Chumbo (2008-2013) de Eduardo Paz Ferreira (Edições 70, 2013) carregam consigo um punhado de qualidades, sendo uma delas o não terem nada a ver com […]

Partilhar: